Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

As Comemorações do Centenário Farroupilha em Cachoeira - 1935

Em 20 de setembro de 1935, como em todo o Estado, também Cachoeira desenvolveu um vasto programa para comemorar o centenário farroupilha, que constou de A grande parada das forças federaes e dos collegios. - A inauguração do monumento a Antonio Vicente da Fontoura. - Uma sessão no Consistorio das Irmandades Conjunctas. - conforme estampou a primeira página do jornal O Commercio  em sua edição do dia 25 de setembro de 1935: Jornal O Commercio, edição de 25/9/1935, p. 1 - acervo de imprensa do Arquivo Histórico A's 6 horas, uma banda de clarins percorreu as principaes ruas da cidade, sendo celebrada, ás 8 horas, na Igreja Matriz, uma missa solemne, a qual foi concorridissima, e assistida pelos collegios e autoridades civis e militares. A's 9 horas foi inaugurada a herma do heroico farroupilha Antonio Vicente da Fontoura, falando, em nome do municipio, e como representante do prefeito, o sr. Virgilio de Abreu, que, dando o monumento por inaugurado, fez sua entrega á cid

Um documento farroupilha

Setembro é mês de relembrar a história da Revolução Farroupilha, confronto ocorrido há 180 anos e que convulsionou o Rio Grande do Sul durante dez anos. Cachoeira foi um dos 14 municípios farroupilhas e como tal vivenciou momentos de grande tensão e de indecisão, pois por vezes abraçou a causa dos revolucionários por outras manteve postura conservadora. Desse período  memorável há farta documentação preservada no acervo do Arquivo Histórico, na qual estão incluídos os livros que registravam os termos e autos de juramentos e posses dos vereadores, que então eram os dirigentes da Vila Nova de São João da Cachoeira. Pois estes livros apresentam uma lacuna no período referente aos anos de 1836 a 1840 em razão da ordem do Major de Brigada Jozé Victor de Oliveira Pinto de que fossem arrancadas as folhas que continham negócios "com o Governo rebelde". As páginas arrancadas roubaram detalhes da história, mas existem muitos documentos avulsos que contam episódios interessantes

Prédio antigo a perigo

Todos os lugares, em sua conformação urbana, lidam com questões que envolvem a segurança dos seus moradores não somente ao que tange à sua integridade enquanto pessoas, mas também quanto aos ambientes em que elas circulam e desenvolvem suas atividades. E tais questões sempre foram desafios às autoridades, exigindo a elaboração de códigos urbanos que as regessem, determinando posturas do aparato público e dos cidadãos. Interessante o conteúdo de um ofício datado de 20 de janeiro de 1890, período em que o município de Cachoeira era regido por uma junta administrativa, denominada Junta Municipal, em que está expressa a preocupação dos administradores com um prédio antigo localizado na Rua 7 de Setembro, cujo estado de ruínas demandava atenção de todos.  Ofício assinado pelos membros da comissão - 20/1/1890 (JM/OM/Ofícios - Caixa 1) Para analisar a questão e emitir parecer a fim de que os integrantes da Junta Municipal tomassem as providências necessárias, foi nomeada uma c