Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

Arquivo Histórico - 30 Anos

O Arquivo Histórico do Município de Cachoeira do Sul "Carlos Salzano Vieira da Cunha" chega, em 5 de agosto de 2017, aos 30 anos de criação. Ao longo desse tempo, pelas mãos de diferentes equipes, organizou-se para poder também organizar, dispor e disponibilizar documentos únicos e preciosos que contam a história do quinto município mais antigo do Rio Grande do Sul, torrão original que se desmembrou em inúmeras cidades, muitas das quais, ainda que maiores que Cachoeira do Sul, não dispõem de instituição do gênero. E não foi mera coincidência, mas proposital forma de marcar o significado da criação do Arquivo Histórico ter escolhido o dia 5 de agosto para data de seu nascimento. 5 de agosto de 1820 marca o dia da instalação da Vila Nova de São João da Cachoeira e também o marco inicial da produção documental de que o Arquivo Histórico é depositário.  Torna-se indispensável relembrar os primórdios da história daquele que documenta a história. Abrigado em uma sala do Mu

Eucaliptos em Cachoeira

A cultura de eucaliptos em Cachoeira teve um grande impulso a partir de 1916 com o empreendedor José Zell, que desde 1912 vinha realizando palestras e publicando artigos no jornal O Commercio  sobre as vantagens da silvicultura. Sua primeira aparição discorrendo sobre o assunto se deu em 28 de fevereiro de 1912, no salão da Intendência Municipal, quando realizou uma conferência sobre silvicultura em geral, focando especificamente no cultivo do eucalipto. O Dr. Balthazar de Bem, ao apresentá-lo à assistência, justificou a dificuldade de expressão de José Zell devido ao pouco tempo em que estava no Brasil, mas ressaltou sua alta qualificação para o que se propunha fazer. Segundo publicação n 'O Commercio, edição de 6 de março de 1912, ao começar a conferência, José Zell falou sobre a importância dos matos e enalteceu o seu  papel benefico exercido (...) sobre o clima, reduzindo e desviando a força dos ventos, determinando maior precipitação d'agua, evitando as erosões e ga

Um piano em questão

O Teatro Municipal, portentoso prédio que se localizava na esquina da atual Rua Gabriel Leon, fronteiro à Praça Dr. Balthazar de Bem, era no início do século XX a grande casa de espetáculos da cidade. Empresas de projeção de fitas, os bioscopos, trupes teatrais, ilusionistas, músicos e outros artistas, muitos deles vindos de outras cidades, utilizavam-se das instalações do teatro para suas exibições.  Teatro Municipal  - Fototeca Museu Municipal Um dos grupos musicais formados em Cachoeira, que era então uma cidade de inúmeros talentos, chamado Sociedade Musical Grupo Carlos Gomes, era um dos que usufruíam das instalações do teatro. Fundado em 20 de outubro de 1903, o Grupo Carlos Gomes compunha-se de 21 integrantes que tocavam instrumentos de corda e metal. No ano seguinte, já contando com 36 figuras, iniciou uma série de concertos sinfônicos no Teatro Municipal, sendo o primeiro em benefício de obras da Igreja Matriz. Em abril daquele ano, o jornal O Commercio  noticiava a