Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2017

A morte do empreiteiro

Quando houve o rompimento de uma viga mestra que amarrava o telhado do ainda jovem prédio do Teatro Municipal, em janeiro de 1908, vendo-se a municipalidade sem recursos para recuperá-lo, o intendente Dr. Balthazar de Bem tomou a decisão de cedê-lo para o governo do Estado para que nele fossem alocados o Fórum, que ocupava o andar superior da Intendência, e o colégio elementar a ser criado. No dia 18 de agosto de 1913, foi repassado o prédio do Teatro para o estado. Nota publicada no jornal O Commercio , de 20/8/1913, p. 2 - Coleção de Imprensa do Arquivo Histórico Teatro Municipal inaugurado em 25/12/1900 - Fototeca Museu Municipal Intendente Dr. Balthazar de Bem  Em março de 1915, foram feitas as matrículas dos primeiros alunos do Colégio Elementar que, naquele mesmo ano, teve aprovada a denominação de Colégio Elementar Antônio Vicente da Fontoura, por sugestão de sua primeira diretora, professora Cândida Fortes Brandão. No entanto, como o prédio do Teatro Munic

Parceria Arquivo Histórico e CAU - UFSM

Ainda integrando as comemorações dos 30 anos do Arquivo Histórico, houve dia 10 de agosto, no Auditório Rita de Cássia Fernandes Barbosa, da Casa de Cultura Paulo S. Vieira da Cunha, a apresentação para a comunidade dos resultados preliminares do Projeto de Pesquisa Evolução Histórica da Configuração Urbana de Cachoeira do Sul, constando da Metodologia de Organização do Acervo Cartográfico e Arquitetônico do Arquivo Histórico do Município. Os acadêmicos de arquitetura Gustavo Streck Severo, Schayane Dias Pereira e Andreza Micaela Oliveira Nunes apresentando o Projeto Coordenado pela Mestre Letícia de Castro Gabriel, o projeto vem sendo desenvolvido pelos acadêmicos Andreza Micaela Oliveira Nunes, Gustavo Streck Severo e Schayane Dias Pereira e teve início em meados de 2016, com a análise individual do acervo de plantas arquitetônicas existente no Arquivo Histórico, boa parte dele advindo pela recepção do arquivo particular da Construtora Cachoeirense. Ms. Letícia de Castr

Histórias para Contar nossa História

A programação inicial das comemorações dos 30 anos do Arquivo Histórico foram exitosas tanto nos trabalhos apresentados quanto no público atingido. No dia 1.º de agosto, às 14 horas, no Auditório Rita de Cássia Fernandes Barbosa, da Casa de Cultura Paulo Salzano Vieira da Cunha, o professor e pós-doutor Paulo Roberto Staudt Moreira, da UNISINOS, proferiu, para uma plateia eclética e extremamente atenta, a palestra A morte do Comendador. Eleições, Crimes Políticos e Honra, título do livro resultante da sua pesquisa. Além de contar o fato histórico que vitimou o Comendador Antônio Vicente da Fontoura depois do atentado sofrido dentro da Igreja Matriz, em 8 de setembro de 1860, dia de eleições, Staudt passou a descrever detalhes sobre o réu Manoel Pequeno e sobre as peculiaridades da peça judicial. Paulo Roberto Staudt Moreira  Vista geral da plateia  Atual equipe do Arquivo Histórico com o palestrante Paulo S. Moreira No dia 2 de agosto, no mesmo local e hor