Pular para o conteúdo principal

Primeira professora nomeada em Cachoeira

Uma das datas mais lembradas do mês de outubro é o Dia do Professor, celebrado em 15. Ainda que os professores enfrentem diariamente duros desafios e a sociedade não volva para eles o olhar de respeito que era regra no passado, o valor de sua função seguirá inquestionável. 

A história da educação no Rio Grande do Sul é um capítulo à parte. Foi tardia tal qual a ocupação definitiva do território pelos portugueses. E para complicar mais a sua efetiva aplicação, o estado sofreu durante 10 longos anos as agruras da Revolução Farroupilha, época em que nada, ou quase nada, funcionou.

Para provar esta situação, os anais da história mostram que o exame a que foi submetida a primeira candidata à professora pública da Vila Nova de São João da Cachoeira só foi ocorrer em 22 de outubro de 1838, 17 anos após a criação das primeiras aulas públicas. Homens na profissão já havia, como comprova a ata da sessão da Câmara Municipal, realizada naquele dia 22 de outubro, e que relata o exame a que foi submetida a candidata Anna Francisca Rodrigues Pereira, avaliada pelos professores Manoel Alves Ribeiro e Manoel Gonsalves Borges: 

A' hora dezignada se reunirão seis senhores vereadores, para effeito de aSsistirem ao exame de primeiras letras pelo methodo de Lencaster*, e de Gramatica Nacional, de dona Anna Francisca Rodrigues Pereira, filha de João Batista Rodrigues, natural desta Villa; e comparecendo a mesma, com aSistencia de seu Pae, João Baptista [sic] Rodrigues, e Manoel Alves Ribeiro, Proffessor Publico, e Manoel Gonsalves Borges, Proffessor particular de primeiras letras, examinadores nomeados pela Camara, procederão ao refirido exame com a sollenmnidade da leÿ, e houverão a examinanda por examinada de ler, escrever, e contar, e de Gramatica Nacional, pelo methodo referido, em vista do que deleberou a Camara deste acto se lavraSse o competente termo no livro respectivo. [...]

[Assinaturas] Joze Roiz de Moraes
Lucas Joze Duarte
Jozé Custodio Coelho Leal
Jacinto Lopes Falcão
Fran.co de Barros Lima
Gonçalo Teixr.ª de Carv.º

Ata da sessão de 22/10/1838 - CM/OF/A-004, fl. 220v

Conclusão da ata de 22/10/1838 - CM/OF/A-004, fl. 221
Ana Francisca Rodrigues Pereira só foi nomeada professora de primeiras letras dez anos depois, no dia 1.º de agosto de 1848, quando a Revolução Farroupilha já havia terminado. Ela estabeleceu uma aula de meninas no sobrado que pertencia ao seu sogro, Manoel José Pereira da Silva, localizado na Rua Moron, onde, dois anos mais tarde, lecionava para 23 meninas.

Aula de Meninas - Rua Moron - Acervo COMPAHC

Relembrando a professora Ana Francisca Rodrigues Pereira e os desafios que enfrentou para desempenhar suas importantes funções, o Arquivo Histórico presta sua homenagem a todos os professores, especialmente aqueles que acreditam na importância da educação e no seu papel transformador da realidade.

*Método Lancaster: concebido pelo inglês Joseph Lancaster (1788-1838), consistia na utilização de alunos mais adiantados nos estudos como monitores dos demais.

MR

Comentários

  1. Ah! método Lancaster! como custei para achar um livro que me esclarecesse!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Adeus, Guarany!

O Guia Geral do Município de Cachoeira do Sul, organizado por José Pacheco de Abreu em 1963/1964, traz em sua página 18 um anúncio do Hotel Guarany: Guia Geral do Município de Cachoeira do Sul , de José Pacheco de Abreu (1963/1964) Hotel Guarany - de - ARTHUR MENEGHELLO Situado no ponto mais central da cidade, dispondo de excelentes acomodações, com água corrente em tôdas as suas dependências e com banhos quentes e frios, oferece todo confôrto aos senhores viajantes e exmas. famílias. DIÁRIAS COM OU SEM REFEIÇÕES -o- Rua Julio de Castilhos, 118 - Fone 212 CACHOEIRA DO SUL - R. G. do Sul O Hotel Guarany foi sucessor do Hotel Savoia, do mesmo proprietário Arthur Meneghello, na Rua Júlio de Castilhos, 118 e anteriormente 90, localização apropriada em razão da proximidade da estação ferroviária. Hotel Savoia - Cachoeira Histórica e Informativa, p. 52 (1943) Hotel SAVOIA - de - ARTHUR MENEGHELLO RUA JULIO DE CASTILHOS, nº 90 Telefone 212 CACHOEIRA Rio Grande do Sul Quartos espaçosos e higie

Bar América - plantas no acervo do Arquivo Histórico

A notícia de obras de recuperação e melhoria do Bar América para nele ser instalada a futura Secretaria Municipal da Cultura faz renascer a esperança de ver aquela parte nobre da Praça José Bonifácio revitalizada e, ao mesmo tempo, viabilizar espaço e melhores condições à valiosíssima área cultural do município.  A história do Bar América remonta ao ano de 1943, quando a imprensa noticiou que a Prefeitura Municipal pretendia construir um quiosque-bar na Praça José Bonifácio. Assim noticiou o jornal O Comércio , de 17 de março daquele ano: A Praça José Bonifácio será dotada de um quiosque-bar Faz parte do programa de reforma da cidade, desde o calçamento das principais ruas, a construção de um quiosque-bar na Praça José Bonifácio. De tempos em tempos, o nosso Governo Municipal faz publicar editais de concurrencia publica para a construção e exploração de um bar naquele local, mas estes não apareciam. Agora, foi posta em fóco novamente a questão e apresentou-se um único candidato, que en

Inauguração das Casas Pernambucanas

A notícia veiculada na imprensa de que em breve as Casas Pernambucanas voltarão a abrir as portas em Cachoeira do Sul despertou a curiosidade e o interesse de buscar informações sobre a instalação da primeira filial dessa popular casa comercial na cidade. Vem do Acervo de Imprensa do Arquivo Histórico a resposta. O Commercio , 24/6/1931, p. 1 Folheando as páginas dos jornais O Commercio  e Jornal do Povo  da década de 1930 e partindo da notícia da inauguração da segunda loja das Casas Pernambucanas em Cachoeira, ocorrida em setembro de 1936, uma rápida volta no tempo levou ao dia 8 de julho de 1931: O Commercio, 8/7/1931, p. 1 Casas Pernambucanas. - Com a presença de exmas. sras., senhoritas e cavalheiros, representantes das autoridades do municipio e da imprensa local, foi inaugurada, ás 10 horas da manhã de quarta-feira ultima, no predio da rua Julio de Castilhos n.º 159, a Filial das Casas Pernambucanas, cuja gerencia está a cargo do sr. José Aquino, muito conhecido e relacionado ne