Pular para o conteúdo principal

Agência do antigo Banco Pelotense - Patrimônio Histórico do Estado do RS


Sábado último, ao meio-dia, foi festivamente comemorada a colocação da cumeeira no vasto edifício que o Banco Pelotense está mandando construir à Rua 7 de Setembro, esquina da Rua Venâncio Aires. Já começou a colocação das telhas no belo edifício, construído sob a direção do Dr. Santiago Borba que pretende entregá-lo ainda antes do fim do ano. 

Com a notícia acima, o jornal O Commercio, de 15 de junho de 1921, à página três, informou aos leitores o andamento das obras do alteroso edifício que o Banco Pelotense estava erguendo na esquina da Rua Sete de Setembro com a então Venâncio Aires, hoje Rua Presidente Vargas, prédio tombado como patrimônio histórico-cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado - IPHAE no último dia 17 de agosto, Dia Nacional e Estadual do Patrimônio.

Agência Banrisul - Patrimônio Tombado do Estado do Rio Grande do Sul (17/8/2019)
- Foto Renato F. Thomsen

Uma das mais admiradas construções da zona urbana de Cachoeira do Sul, o prédio do antigo Banco Pelotense tem sido ocupado pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul desde o início dos anos 1930, quando foi extinto. Inventariado como bem cultural do município, há muito o prédio do Banrisul despertava ao olhar dos defensores do patrimônio e admiradores uma condição protetiva de sua riqueza arquitetônica.

Instalada na cidade desde 1916, a agência do Banco Pelotense funcionou primeiramente na Rua 7 de Setembro, junto à casa de Francisco Cunha. O jornal O Commercio divulgou, no dia 17 de agosto de 1921, que até o fim do ano corrente deverão estar concluídos os trabalhos de edificação do belo e vasto sobrado que o Banco Pelotense está mandando construir (....), para nele ser instalada a sua filial desta cidade. 

Primeiro endereço do Banco Pelotense - Acervo Claiton Nazar

No mesmo jornal O Commercio, de 15 de março de 1922, finalmente a notícia de que o Banco Pelotense estava ocupando seu novo endereço: 

Desde alguns dias está instalada em seu novo edifício próprio, à Rua Sete de Setembro, esquina da Rua Venâncio Aires, a filial do Banco Pelotense desta cidade. O novo edifício, que é assobradado e dispõe de amplos e adequados compartimentos, tanto para comodidade de seu pessoal e dos seus numerosos clientes, como para maior facilidade do trabalho, veio contribuir, indubitavelmente, para o embelezamento da principal artéria da nossa cidade. O andar superior é destinado à residência do gerente, nosso amigo Sr. José Carlos Barbosa.

Gerente José Carlos Barbosa
- Fototeca Museu Municipal


Uma das primeiras imagens registradas do edifício do Banco Pelotense está no Grande Álbum de Cachoeira, de Benjamin Camozato, lançado no ano do centenário da Independência do Brasil, 1922, mesmo ano inscrito no frontão do edifício. 

Banco Pelotense - Foto Benjamin Camozato (1922)
Interior e funcionários do Banco Pelotense - Foto Benjamin Camozato (1922)
Uma curiosidade é que o fotógrafo Benjamin Camozato deixou registradas em seu álbum aquelas que podem ser consideradas as primeiras imagens panorâmicas de Cachoeira até então localizadas. E tais imagens foram justamente tomadas da sacada do então novíssimo Banco Pelotense!

MR

Comentários

  1. Boa tarde. Gostaria de saber o funcionamentodo Banco Pelotense na cidade de Encantado. Sede no Predio de meu avô.Antonio José Chanan. Temos fotos onde aparece o nome na fachada do Predio. "Banco Pelotense".Antes era Banco Pfeifer?.

    ResponderExcluir
  2. Novamente - Nome original de meu avô era Antonio José kanan.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia! Algum dado sobre o Banco Pfeiffer em Cachoeira? Funcionou na Rua Sete de Setembro.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Adeus, Guarany!

O Guia Geral do Município de Cachoeira do Sul, organizado por José Pacheco de Abreu em 1963/1964, traz em sua página 18 um anúncio do Hotel Guarany: Guia Geral do Município de Cachoeira do Sul , de José Pacheco de Abreu (1963/1964) Hotel Guarany - de - ARTHUR MENEGHELLO Situado no ponto mais central da cidade, dispondo de excelentes acomodações, com água corrente em tôdas as suas dependências e com banhos quentes e frios, oferece todo confôrto aos senhores viajantes e exmas. famílias. DIÁRIAS COM OU SEM REFEIÇÕES -o- Rua Julio de Castilhos, 118 - Fone 212 CACHOEIRA DO SUL - R. G. do Sul O Hotel Guarany foi sucessor do Hotel Savoia, do mesmo proprietário Arthur Meneghello, na Rua Júlio de Castilhos, 118 e anteriormente 90, localização apropriada em razão da proximidade da estação ferroviária. Hotel Savoia - Cachoeira Histórica e Informativa, p. 52 (1943) Hotel SAVOIA - de - ARTHUR MENEGHELLO RUA JULIO DE CASTILHOS, nº 90 Telefone 212 CACHOEIRA Rio Grande do Sul Quartos espaçosos e higie

Bar América - plantas no acervo do Arquivo Histórico

A notícia de obras de recuperação e melhoria do Bar América para nele ser instalada a futura Secretaria Municipal da Cultura faz renascer a esperança de ver aquela parte nobre da Praça José Bonifácio revitalizada e, ao mesmo tempo, viabilizar espaço e melhores condições à valiosíssima área cultural do município.  A história do Bar América remonta ao ano de 1943, quando a imprensa noticiou que a Prefeitura Municipal pretendia construir um quiosque-bar na Praça José Bonifácio. Assim noticiou o jornal O Comércio , de 17 de março daquele ano: A Praça José Bonifácio será dotada de um quiosque-bar Faz parte do programa de reforma da cidade, desde o calçamento das principais ruas, a construção de um quiosque-bar na Praça José Bonifácio. De tempos em tempos, o nosso Governo Municipal faz publicar editais de concurrencia publica para a construção e exploração de um bar naquele local, mas estes não apareciam. Agora, foi posta em fóco novamente a questão e apresentou-se um único candidato, que en

Inauguração das Casas Pernambucanas

A notícia veiculada na imprensa de que em breve as Casas Pernambucanas voltarão a abrir as portas em Cachoeira do Sul despertou a curiosidade e o interesse de buscar informações sobre a instalação da primeira filial dessa popular casa comercial na cidade. Vem do Acervo de Imprensa do Arquivo Histórico a resposta. O Commercio , 24/6/1931, p. 1 Folheando as páginas dos jornais O Commercio  e Jornal do Povo  da década de 1930 e partindo da notícia da inauguração da segunda loja das Casas Pernambucanas em Cachoeira, ocorrida em setembro de 1936, uma rápida volta no tempo levou ao dia 8 de julho de 1931: O Commercio, 8/7/1931, p. 1 Casas Pernambucanas. - Com a presença de exmas. sras., senhoritas e cavalheiros, representantes das autoridades do municipio e da imprensa local, foi inaugurada, ás 10 horas da manhã de quarta-feira ultima, no predio da rua Julio de Castilhos n.º 159, a Filial das Casas Pernambucanas, cuja gerencia está a cargo do sr. José Aquino, muito conhecido e relacionado ne