terça-feira, 17 de dezembro de 2013 | By: Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul

Documento como suporte da memória

Na sexta-feira, dia 13 de dezembro de 2013, o Arquivo Histórico realizou uma atividade dentro da programação da Semana de Cachoeira, quando apresentou ao público presente em sua sede um painel intitulado "Documento como suporte da memória". 
Na ocasião, a chefe do Arquivo Histórico, pesquisadora Ione Maria Sanmartin Carlos, apresentou as atividades pertinentes à instituição, ressaltando que o seu embrião surgiu em 1910 pela ação de Affonso Aurelio Porto, da Seção de Estatística e Arquivo da Intendência Municipal, que organizou um livro intitulado Copiador, lançando nele todos os atos administrativos com significação ocorridos a partir do dia 5 de agosto de 1820, data da instalação da Vila Nova de São João da Cachoeira. 

A chefe do AH apresentando o livro n.º 1 da Câmara

A seguir, a assessora Neiva Ester Corrêa Köhler instruiu o público sobre o Serviço de Arranjo, ou seja, a forma como a documentação é organizada, as rotinas da sua manutenção, os segredos que os documentos podem revelar, assim como as comprovações que deles advém. 

Assessora Neiva Köhler falando sobre o arranjo da documentação

Falaram ainda sobre as rotinas do Arquivo as assessoras Mirian Ritzel e Maria Lúcia Mór Castagnino, responsável pelo serviço de genealogia, despertando grande interesse entre os presentes.

Mirian Ritzel lendo documento que comprova fato histórico
Maria Lúcia M. Castagnino apresenta o serviço de genealogia
Considerada de muita valia para apresentar à comunidade o trabalho desenvolvido no Arquivo Histórico, bem como o importante papel que esta instituição desempenha na guarda, acondicionamento, organização e preservação dos documentos, verdadeiros suportes da memória, a atividade também logrou êxito por ter contado com a participação total de 21 pessoas.


Os participantes da atividade demonstraram real interesse pelo trabalho realizado no Arquivo Histórico e entenderam a importância da preservação da documentação, saindo sensibilizados pela preocupação de habilitar novos servidores capazes de darem sequência a tão importante tarefa.



Jussara Garske, da restauração, apresenta seu trabalho



quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 | By: Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul

Arquivo Histórico pede auxílio à Câmara para restaurar livro

O Arquivo Histórico, depositário de importantes livros e documentos que contam a história político-administrativa do município de Cachoeira do Sul, está constantemente procedendo à recuperação de seu acervo documental, cujo suporte (papel) é naturalmente fragilizado pela passagem do tempo, pelo tipo de tinta que foi empregada na escrita ou por outros fatores que interferem na sua conservação.
Um dos mais fragilizados bens de seu acervo é o livro do Fundo Câmara Municipal que compreende o período histórico 1851 a 1861, justamente o que contém fatos memoráveis, como a chegada dos primeiros imigrantes alemães à Colônia Santo Ângleo (1857), a elevação de Cachoeira ao foro de Cidade (1859) e a eleição da primeira Câmara da Cidade da Cachoeira (1860).



Partes danificadas do livro de atas 1851 - 1861 - CM/OF/A-005
A recuperação do citado volume demanda trabalho especializado e material específico.
O vereador Marcelo  Figueiró, usuário constante dos serviços oferecidos pelo Arquivo Histórico e conhecedor das rotinas e necessidades do departamento, levou o pleito para a Câmara de Vereadores, sensibilizando-a a colaborar financeiramente com a empreitada.

Assessora Neiva Köhler apresenta o livro ao vereador
A direção e equipe do Arquivo Histórico aguardam pela decisão dos vereadores, entendendo que serão sensíveis ao apelo por entenderem a importância de preservar a história da sua terra.