quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014 | By: Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul

Shirley Temple em Cachoeira

Transcorreu no dia 11 de fevereiro o falecimento de Shirley Temple, aos 85 anos, uma das mais famosas atrizes de Hollywood e considerada "garota prodígio", pois iniciou sua carreira com três anos de idade.
A menina Shirley deslumbrou a cena cinematográfica e seus filmes, notadamente no início da carreira, na década de 1930, foram os de maior bilheteria de seu tempo. Carismática, bonita e talentosa, ela chegou a desbancar o galã Clark Gable em termos de sucesso e notoriedade, mas não alcançou a mesma projeção quando se tornou adulta, abandonando a carreira de atriz aos 22 anos.
Em Cachoeira, o Coliseu Cachoeirense exibiu todos os filmes estrelados por Shirley Temple e o Jornal do Povo, edição do dia 27 de junho de 1935, estampou propaganda do filme "Queridinha da Família", produzido pela Fox, e tendo no elenco, além dela, os atores James Dunn e Claire Trevor.
Como vemos, mesmo a milhares de quilômetros de distância de Hollywood e em tempos em que não havia televisão e muito menos internet, Shirley Temple era igualmente apreciada e adorada pelos cachoeirenses.

Anúncio do filme publicado no JP, de 27/6/1935
- acervo de jornais do Arquivo Histórico - 


quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014 | By: Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul

Gabinete do Intendente

O Gabinete do Intendente, sala localizada no interior do prédio do Paço Municipal, não foi projetado originalmente para integrar as dependências da então Casa de Câmara e Cadeia, construção do ano de 1864. 
Naquela época, os municípios eram governados pelas Câmaras Municipais, representadas pelos vereadores. A figura do Intendente, ou chefe do Executivo, só foi aparecer depois da proclamação da República. Sendo assim, aquela sala não poderia ter sido pensada no projeto original. Pairava então a dúvida: quando ela teria sido construída e por quem? 
Todas as respostas foram encontradas! O encadernado do fundo Intendência Municipal, indexado como IM/GI/AB/C-003, em suas folhas 65, 65v. e 66, traz o contrato firmado entre a Intendência Municipal, representada pelo Intendente Annibal Lopes Loureiro, e o arquiteto José Mariné, datado de 7 de janeiro de 1921, para a "construcção d'um quarto no edificio da Intendencia para nelle funccionar o gabinete do intendente".
A cláusula II do contrato dispõe o seguinte: "As obras cuja construcção a Municipalidade nesta data contracta são: 1) Construcção de um quarto destinado a Gabinete do Intendente, com quatro metros e cincoenta de largura e seis metros de comprimento tendo o assoalho no mesmo nivel do das peças existentes e direito também identico, será dotado na face Sul de duas janelas do tipo das atuais da mesma face do edificio; nos fundos será colocada uma porta correspondente ao vão oposto. Será fechado o vão da janela existente no gabinete actual. A ornamentação interna obedecerá á planta aprovada. 2) Reforma do muro do terreno do lado da Intendencia o qual será dotado de gradis de ferro e portão de ferro, caiado e pintado o gradil com duas mãos de tinta.”
É provável que o mobiliário que integra o gabinete do Prefeito Municipal até os dias de hoje, cuja primeira foto consta do Grande Álbum de Cachoeira, edição de 1922, de Benjamin Camozato, seja da mesma época.

Porta do Gabinete do Intendente (1921)

Grupo de Recuperação do Paço, com o Prefeito Neiron Viegas, em vistoria ao
antigo Gabinete do Intendente (2013) - Imagem: www.pontedepedra.blogspot.com.br