terça-feira, 5 de junho de 2012 | By: Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul

Histórias do Tio Quintino

Neste primeiro semestre de 2012 recebemos duas doações valiosíssimas no que se refere à história de nosso município. 
A primeira delas trata de dois livros: "Quintino, o Persistente" e "Quintino, o Destemido", que nos foram doados pelo autor, Osmar Armando Pohl. A obra mostra a trajetória da cultura do arroz, em Cachoeira do Sul.
Falando sobre Quintino, o advogado Armando Fagundes, em sua coluna semanal no Jornal do Povo, de 17 de abril, assim se expressou: "Sem dúvida, para os que gostam da história da cidade é leitura obrigatória o livro do Dr. Osmar Armando Pohl, 'Quintino, o persistente', que conta a vida de adolescente vivida nesta cidade quando seu pai plantou na Granja do Salso, do Irapuá e do Paredão, nos fundos do Hipódromo, anos 30 e 40. É a melhor narração que li sobre os sacrifícios do plantador de arroz". E, para ilustrar seu comentário, transcreve: "Na ocasião, também estava sendo realizada a 1ª Festa Nacional do Arroz. A cidade achava-se toda engalanada. Porém, como estávamos com pressa, pouco pude ver do aspecto festivo. Mas do pouco que vi não tive boa impressão, pois, a pretexto de ornamentação, colocaram uma camada de arroz com casca, da altura do meio fio sobre a Rua 7 de Setembro, desde a esquina da CEF até a praça José Bonifácio. Fiquei chocado ao ver tamanho desperdício..."
Na foto, vê-se Osmar e sua esposa quando da entrega dos livros à diretora do Arquivo, Ione Carlos, ao centro.
Imagem: Loveli Moreira La-Flôr

0 comentários:

Postar um comentário