terça-feira, 30 de outubro de 2012 | By: Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul

Patrimônio Cultural

Na oportunidade em que a UFPEL realiza em nossa cidade, na UAB, o curso de extensão Patrimônio Cultural e Memória, divulgamos parte  de um ofício circular enviado pelo Barão de Muritiba, por determinação de D. Pedro II, em 13 de fevereiro de 1856, solicitando transcrições de inscrições estampadas nos monumentos públicos.


Nesse documento, o Barão indica como a cópia deveria ser feita:

... trate de obter e remeter à Biblioteca Nacional, as inscrições que são estampadas nos monumentos públicos de todo o Império, compreende-se as inscrições sepulcrais das Igrejas, devendo ser acompanhados de indicação relativo aos lugares e aos mesmos monumentos e de notícias que lhes sejam concernentes, e possam interessar; havendo o maior cuidado e escrúpulo, para que tais transcrições sejam feitas com a mais perfeita exatidão no idioma em que se acham, conservando-se os seus próprios caracteres...

Fonte: CM/DA/Ofícios - Caixa 6

1 comentários:

Blog do Pinto disse...

Adquiri, de um colecionador um documento antigo com as seguintes dizeres:

-----------------------------------------

Provª de S. Pedro do Rio Grande do Sul
Palácio da Presidência em 18 de Fevereiro de 1856

Circular
Nº 5.

Convém que Vm.ces informem sobre as contestações dos limites desse Municipio com os que lhe são visinhos prestando os mais minuciosos esclarecimentos, a fim de poder a Presidencia resolver convenientemente a semelhante respeito.

Deos guarde a Vm.ces

Barão de Muritiba


Snr.es Presidente e Vereadores
Da Comª Municip.al de Cachoeira

-----------------------------------

Se os srs. se interessarem em negociá-lo, envie email para iroberto@ig.com.br

Obrigado,

Ivan.

Postar um comentário