sexta-feira, 12 de julho de 2013 | By: Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul

Isolamento de doente

Uma interessante carta remetida ao Presidente e Vereadores da Câmara Municipal da Cachoeira pelo Delegado de Polícia Hilario José de Barcellos, datada de 21 de maio de 1874, nos fornece elementos para compreender a profilaxia das doenças contagiosas em meados do século XIX. 
A carta fala do caso de um menino que adquiriu bexigas, ou varíola, e que  foi isolado pela autoridade policial a fim de evitar o contágio da doença em outras pessoas. 
O delegado diz na carta:

Cumpre-me levar ao conhecimento a Vv.Ss.ªs que aparecendo um caso de bexigas em um menino, e convindo evitar que se desinvolva a epedimia, e em vista do Art.º 116 das posturas Municipaes, resolvi esolar o bexigento, allugando p.ª isso a chacara de D. Senhorinha de Carvalho Ilha, justando tambem uma peçôa p.ª ajudar a cuidar no enfermo, allugando a M.el Homem d'Oliveira carroças p.ª transportar o bexigento, trastes e viveres, e obrigando-me a que o medico fosse ver o enfermo as vezes necessarias, e fornecendo remedios, dieta, e alimento para as pessôas que forão cuidar no menino.

Como se vê, a profilaxia do isolamento era uma das medidas ao alcance da medicina do século XIX em casos de doenças contagiosas. Em tempos de combate à gripe A, mesmo com todos os avanços da medicina, a recomendação de evitar aglomeração de pessoas não deixa de ser medida semelhante à do isolamento que se via no passado.

 Câmara Municipal/Grupo 1: Secretaria/Série A: Serviço de Expediente/Caixa 11


0 comentários:

Postar um comentário