sexta-feira, 17 de maio de 2013 | By: Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul

Histórias do tempo da escravatura

No último dia 13 de maio transcorreram os 124 anos da abolição da escravatura, oficializando o fim de um período triste da história do país. 
Em Cachoeira, segundo o historiador Aurélio Porto, a libertação dos escravos já vinha sendo feita de forma sistemática, de modo que em 1889 a população cativa estava bastante reduzida.
Há no acervo documental do Arquivo Histórico muitas provas do período escravagista, como a carta de venda da escrava Maria, datada de 6 de fevereiro de 1814, que remonta ao tempo em que ainda Cachoeira era uma freguesia subordinada a Rio Pardo. 
A escrava Maria, de nação Benguela, tinha treze anos e foi vendida por Floriano Joze Severo ao Vigário da  Freguesia de Nossa Senhora da Conceição da Cachoeira, Ignacio Francisco Xavier dos Santos, pela quantia de 179.200 réis.
Como se vê, escravos eram bens adquiridos por qualquer cidadão, inclusive os do clero.

Documento avulso - Justiça



0 comentários:

Postar um comentário