sexta-feira, 30 de maio de 2014 | By: Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul

Necessidades da cidade em maio de 1865

Em 5 de maio de 1865, o cidadão José Joaquim Cidade, fiscal da Câmara, remeteu ao seu Presidente e demais vereadores um relatório em que ficão demonstradas as nessecidades [sic] que mais percizão da attenção de VV.SS.ªs não só para o formoziamento desta cidade, mãs tambem para a facelidade do transito em suas ruas.



O Relatório permite que façamos hoje, quase 150 anos depois, uma análise do modo como a cidade estava organizada em suas rotinas e serviços básicos, permitindo uma comparação com a atualidade, quando muito avançamos em recursos tecnológicos em nossos lares, mas ainda muito temos que igualmente avançar em termos de urbanismo e civilidade.

CM/Série C: Obras e Melhoramentos/Subsérie 1: Relatórios/Caixa 5

Eis algumas das Necessidades da Cidade apontadas no Relatório de José Joaquim Cidade, segundo a ordem por ele estabelecida:

1.ª  Remução do lampião que está no meio da parede do Corpo da Guarda, para a esquina.
2.ª  Compostura na rua de Sto. Antonio abaixo do Herval, que tem grandes buracos.
3.ª  Idem da rua do Herval, cahidas a rua Bella, 7 de 7br.º, e Sto. Antonio.
4.ª  Idem da rua do Imperador, cahidas a Praça de Ponxo Verde.
5.ª  Composturas nos cordões na rua 7 de 7br.º em frente a Fran.co Loreto, e João Vieira
6.ª  He muito conveniente a terrar os quadros da rua 7 de 7br.º esquina do finado Sampaio, Gomes & Menezes, e João José Roiz~, assim como na rua do Herval esquina da praça da Conceição, que em todas estas Esquinas formão lagoas.
7.ª  Estão em estados de serem de molidas as paredes das Cazas de Fran.co José da S.ª Moura na rua de Sto. Antonio, e de Joaqm. Luiz Diniz na rua do Imperador esquina do Carumbé.
8.ª He muito percizo um depozito para por este meio se privar que andem vagando Vacas, Porcos, e Cabras.

O fiscal termina o Relatório dizendo que Eis as necessidades que por mais prejudiciozas as publicas conveniencias, reclamão urgentes providencias para sanal-as. (...) Cidade da Caxr.ª 5 de Maio de 1865.

Transpondo para a realidade da cidade da Cachoeira de maio de 2014, os fiscais de hoje ainda apontariam buracos nas ruas, objetos e ou placas em lugares indevidos, muros ou paredes em ruínas e alagamentos em pontos de diversos logradouros como necessidades da cidade! Já para o seu formoziamento, ou formoseamento na grafia de nossos dias, certamente bem mais do que oito itens do relatório original de 1865 quantos itens precisariam ser apontados?

Nota: o Corpo da Guarda citado, provavelmente ficava na atual Rua Conde de Porto Alegre, cuja denominação anterior era Rua do Corpo da Guarda. As demais ruas referidas eram, respectivamente, a de Santo Antônio a atual Saldanha Marinho; a do Herval era a antiga Rua do Sampaio; a Rua Bela é a atual Liberato S. Vieira da Cunha, a do Imperador hoje é a Rua 15 de Novembro e, por último, a do Carumbé é a Rua Ramiro Barcelos. A Praça da Conceição é a Praça Dr. Balthazar de Bem e a de Ponche Verde a Praça José Bonifácio.

0 comentários:

Postar um comentário