sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015 | By: Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul

Seca em Cortado

Não é de hoje que lavoureiros vem sentido necessidades em seu trabalho devido à instabilidade do clima: ora chuvas escassas ora em excesso. 
Transtornos no meio ambiente já eram sentidos e em 12 de fevereiro de 1877, um grupo de chefes de família, residentes em Cortado, na Picada Nova, 7º quarteirão do primeiro distrito deste Município, resolveu através de um requerimento levar ao conhecimento da autoridade municipal as circunstancias graves que actuão n'este quarteirão, a fim de constrangê-la a tomar alguma atitude favorável.
O documento assim descreve o problema ambiental e no que ele resultou, subscrito com 67 assinaturas:

    A funesta secca que à meses devasta a nossa Provincia, tem sido mais sensivel n'este reduto que habitamos, a ponto de invalidar os mais extraordinarios exforços que humanamente é possivel fazer para obtermos da lavoura, o mais tenue recurso para exiguamente alimentarmos nossas familias.
    O fogo intenso que lentamente á tres mezes nos devasta, campo e mattos, em sua marcha destruidora; tem consumido mais grado nossos exforços, não só, capoeiras, como simultaneamente paióes, casas de moradia, cercados e plantações.
    A crise terrivel por que atravessa o commercio, com seu cortejo de horrores, tem sido, é e continua a ser, o mais atroz flagello inutilisador dos extraordinarios exforços que os abaixo assinados tem feito para evitar que a fome, a miseria e a nudez, invada um tão crescido numero de almas.

Primeira página do requerimento: CM/OF/R/Caixa 8

Não se sabe que medidas foram tomadas para a resolução do problema, mas depreende-se que o apoio da edilidade é imprescindível. 



0 comentários:

Postar um comentário