quarta-feira, 4 de maio de 2016 | By: Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul

Uma biblioteca pública para Cachoeira - 1880

Cachoeira do Sul pode orgulhar-se de possuir uma das bibliotecas públicas mais atuantes, organizadas e com rico acervo do cenário estadual. A Biblioteca Pública Municipal "Dr. João Minssen", com uma tradição de bem servir aos propósitos da leitura, da pesquisa e da formação de novos leitores não chegou a esta condição com facilidade. Sua fundação se deu só em 2 de dezembro de 1946, graças à visão cultural do Dr. João Minssen, seu primeiro diretor e depois patrono.

Mas o que poucas pessoas sabem é que uma correspondência de 5 de maio de 1880 dá notícia sobre o que parece ser a primeira iniciativa de dotar a florescente cidade da Cachoeira de uma biblioteca pública, inclusive com oferta de recursos de um cidadão que, a exemplo de outros que o sucederam mais de 60 anos depois, conseguiram transformar o sonho em realidade.

Ofício de Ysidoro B. Salart - 5/5/1880 - CM/S/SE/CR-003
Illm.º Snr~ Presidente da Camara Municipal d'esta Cidade
Em 13 Maio 1880

                      Tendo eu sabido que V.S.ª como illustre representante do municipio da florescente cidade da Cachoeira, deseja immensamente a criação de uma bibliotheca publica n'esta cidade; e louvando a feliz ideia de V.S.ª bem como a de vossos illustres companheiros, venho offerecer  a quantia de cincoenta mil reis para ser destinada a criação d'esta tão util instituição, que será registrada nos fatos brilhantes e civilisadores da nobre cidade da Cachoeira.

Deos G. a V.S.ª
Cachoeira 5 de Maio de 1880

Ysidoro B. Salart

Preciosidades como este ofício emergem do passado graças à existência de instituições como o Arquivo Histórico, demonstrando que os anseios de ilustração habitavam as vontades de alguns e que as comunidades, e nisto Cachoeira não é exceção, sempre têm cidadãos com visão prospectiva e capazes de envidarem esforços para a melhoria e o desenvolvimento de sua terra e sua gente.

(MR)

3 comentários:

Hugo Vieira da Cunha Vieira da Cunha disse...

O que me fascina além do resgate é a facilidade de lermos a transcrição, sem palavras Mirian Ritzel !

Suzana Saldanha disse...

Realmente Mírian lindo teu trabalho que só a tua persistência, tua inteligência e teu conhecimento proporcionam. Parabéns !

Arquivo Histórico de Cachoeira do Sul disse...

Obrigada, meus queridos Hugo e Suzana!

Postar um comentário