Pular para o conteúdo principal

1910 - uma festa de aniversário

Comemorações de aniversários são comuns e se conservam através dos anos. Como tudo, também estas festas sofrem influência do tempo, da moda e das tendências típicas de cada época. Como se organizavam tais eventos em 1910? Uma notícia do jornal O Commercio, edição de 2 de fevereiro, além de mostrar o apreço de proeminentes membros da sociedade mercantil de Cachoeira a um aniversariante médico, traz detalhes sobre a ocasião:

Por motivo de seu anniversario natalicio, occorrido domingo ultimo, foi muito cumprimentado o illustrado clinico dr. Guilherme Ovalle*, que, além de outras muitas outras felicitações, recebeu um valioso presente, constante de uma caneta de ouro. (...) 

A caneta vinha acompanhada de um cartão impresso em letras douradas em que constavam as seguintes palavras:

Exmo. Sr. Dr. Guilherme Ovalle
Os vossos amigos e admiradores das qualidades moraes que exornam o vosso caracter, sentindo intenso jubilo no dia do vosso natalicio, que hoje commemoram, offerecem-vos como pequena lembrança, o modesto presente que este acompanha. 
Cachoeira, 23 de Janeiro de 1910. 
Francisco Timotheo da Cunha, Oscar Pötter, Bruno Lorenz, Raphael Godinho, Rodolpho Homrich, Pedro Stringuini, Alberto Zimmer, Jacques Bidone, Carlos Zimmer, Pedro Fortunato Baptista.

Para retribuir o presente, o aniversariante ofereceu aos seus convivas um jantar no Hotel do Comércio, que provavelmente lhe servia de residência e onde dava consultas. O Hotel do Comércio, conforme anunciava Nicolau Roos, seu proprietário, dispunha de excelente cozinha.

Hotel do Comércio - Rua Sete de Setembro - começo do século XX
- Fototeca Museu Municipal

No local do Hotel do Comércio, esquina da Rua Sete de Setembro com atual Presidente Vargas, hoje está um posto de combustíveis.

O jornal noticiou: Pelas 6 horas da tarde o anniversariante offereceu, aos seus amigos e admiradores, um jantar no Hotel do Commercio, sendo devoradas as iguarias constantes do menú abaixo:
1 Canja
2 Mayonaise de Lagosta
3 Filet a petit pois
4 Perú com farofa
5 Leitão com salada
6 Gallinha assada e arroz 

SOBREMEZA
Pudim á la major
Fructas em calda
Fromage
Liquidos á vontade dos distinctos assistentes
Café. Chartreuse. Charutos

No decorrer do jantar, que correu sempre entre manifestações de alegria e cordialidade, discursaram os srs. Pedro Fortunato Baptista e Antonio Antunes de Araujo, o nosso companheiro Virgilio de Abreu e o amphytrião, sendo também erguidos brindes e vivas pelos srs. Guido Kurth, major Arthur Ferreira de Macedo, dr. Max Lubke, Francisco Antunes da Cunha, Oscar Pötter e outros.

Terminou a commemoração depois da meia noite, hora em que retiraram-se os ultimos assistentes, levando as mais gratas impressões do cavalheiresco trato que lhes foi dispensado pelo distincto chileno, cavalheiro muito sympathico em nosso meio social.

A notícia do jornal revela o tipo de cardápio servido em um jantar comemorativo, constante de uma canja de entrada, seguida de maionese de lagosta e os demais pratos com diferentes tipos de carne. Na sobremesa, além das tradicionais frutas em calda e do pudim, queijo, café e Chartreuse, um tradicional licor de ervas. Arrematando o jantar, charutos para os convivas.

Trés chic!, para usar expressão bem típica daquela época, quando a cultura francesa ditava a moda no mundo.

*Dr. Guilherme Ovalle: médico-operador e parteiro formado pela Universidade de Santiago do Chile. Oferecia seus serviços profissionais em chamados a qualquer hora do dia ou da noite, podendo ser procurado no Hotel do Comércio ou na Farmácia Cunha.

MR

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Colégio Estadual Diva Costa Fachin: a primeira escola de área inaugurada no Brasil

No dia 1.º de outubro de 1971, Cachoeira do Sul recebeu autoridades nacionais, estaduais e regionais para inaugurar a primeira escola de área do Rio Grande do Sul e que foi também a primeira do gênero a ter a obra concluída no Brasil. Trata-se do Colégio Estadual Diva Costa Fachin, modelo implantado com recursos do Programa de Expansão e Melhoria do Ensino Médio - PREMEM, instituído pelo Decreto n.º 63.914, de 26/12/1968.  Colégio Estadual Diva Costa Fachin - Google Earth A maior autoridade educacional presente àquela solenidade foi Jarbas Passarinho, Ministro da Educação, acompanhado por Euclides Triches, governador, e pelos secretários de Educação, Coronel Mauro Costa Rodrigues, de Interior e Justiça, Octávio Germano, das Obras Públicas, Jorge Englert, e da Fazenda, José Hipólito Campos, além de representantes do Senado, de outros ministérios, estados e municípios.  Edições do Jornal do Povo noticiando a inauguração da escola (30/9/1971 e 3/10/1971, p. 1) Recepcionados na Ponte do Fa

Rainha do Carnaval de 1952

O carnaval de 1952 foi marcado por uma promoção da ZYF-4, a Rádio Cachoeira do Sul, e Associação Rural, que movimentou toda a cidade: a escolha da rainha dos festejos de Momo. Vamos conhecer esta história pelas páginas do Jornal do Povo : Absoluto êxito aguarda a sensacional iniciativa da ZYF-4 e Associação Rural - Milton Moreira (PRH-2) e a famosa dupla "Felix" da Televisão Tupi  participarão de atraente "show" Cachoeira do Sul viverá sábado à noite o maior acontecimento social dos últimos anos, com a realização do monumental "Garden-Party" promovido pela Rádio Cachoeira do Sul e Associação Rural nos jardins da ZYF-4. Rainha do Carnaval de 1952 -  Jornal do Povo, 21/2/1952, p. 1 Rádio Cachoeira do Sul - ZYF-4 - Coleção Emília Xavier Gaspary Precedido de quatro grandiosos bailes que se efetuaram nas principais entidades sociais cachoeirenses, o "Garden-Party" vem centralizando as atenções da cidade inteira, pois, assinalará o mais deslumbrante es

Cachoeira do Sul e seu rico patrimônio histórico-cultural

A história de Cachoeira do Sul, rica e longeva, afinal são 202 anos desde a sua emancipação político-administrativa, legou-nos um conjunto de bens que hoje são vistos como patrimônio histórico-cultural. Muito há ainda de testemunhos desta história que merecem a atenção pelo que representam como marcas dos diferentes ciclos históricos. Mas felizmente a comunidade e suas autoridades, desde 1981, pela criação do Conselho Municipal do Patrimônio Histórico-Cultural - COMPAHC, têm reconhecido e protegido muitas destas marcas históricas. Antes da existência do COMPAHC muitos e significativos bens foram perdidos, pois o município não dispunha de mecanismos nem legislação protetiva, tampouco de levantamento de seu patrimônio histórico-cultural. Assim, o Mercado Público, em 1957, e a Estação Ferroviária, em 1975, foram duas das maiores perdas, sendo estes dois bens seguidamente citados como omissões do poder público e da própria comunidade. Sempre importante lembrar que por ocasião do anúncio da